Banner
Banner
Banner
Ao Vivo | Programa | Revista | Resultados | COMO E ONDE APOSTAR
Um 1º de abril de "verdade"
Noticias
Qua, 01 de Abril de 2020 09:12

Geralmente o dia 1º de abril é motivo de brincadeiras, uma vez é que conhecido como o dia da mentira, ou até mesmo o dia dos bobos. Segundo a história, tudo começou  na França, no reinado de Carlos IX (1560-1574). Desde o começo do século 16, o ano-novo era comemorado em 25 de março, com a chegada da primavera. As festas, que incluíam troca de presentes e animados bailes noite adentro, duravam uma semana, terminando em 1º de abril.

Em 1562, porém, o papa Gregório XIII (1502-1585) instituiu um novo calendário para todo o mundo cristão – o chamado calendário gregoriano – em que o ano-novo caía em 1º de janeiro. O rei francês só seguiu o decreto papal dois anos depois, em 1564, e, mesmo assim, os franceses que resistiram à mudança, ou a ignoraram ou a esqueceram, mantiveram a comemoração na antiga data.

Alguns gozadores começaram a ridicularizar esse apego enviando aos conservadores adeptos do calendário anterior – apelidados de “bobos de abril” – presentes estranhos e convites para festas inexistentes. Com o tempo, a galhofa firmou-se em todo o país, de onde, cerca de 200 anos depois, migrou para a Inglaterra e daí para o mundo.

Passados mais de cinco séculos, o dia 1º de abril de 2020 é um dia diferente, hoje não cabem mentiras e gozações, a situação é caótica, o povo precisa se conscientizar de que estamos enfrentando um inimigo mortal, que vem devastando todo nosso planeta.

A prova maior disso, é que exatamente na data de hoje passa a vigorar um novo Decreto do Governador Eduardo Leite, que proíbe comércio em todo território estadual, o que no nosso caso interfere veementemente, pois isso inclui as agências, e sem as mesmas o jogo é insuficiente para a realização de uma reunião turfística, e antes que alguém imagine que estamos de pegadinha...acreditem, NÃO É MENTIRA!!!!


Compartilhe

e-max.it: your social media marketing partner
 

JCRGS TV